Crítica | Brooklyn Nine-Nine

D Por Guilherme Murayama

Daniel J. Goor e Michael Scur, de Parks and Recreation, criaram através de uma temática comum uma das melhores séries de comédia da atualidade. Brooklyn Nine-Nine apresenta uma premissa simples através de uma comédia sobre investigação policial. As relações de trabalho e a dinâmica das delegacias já foi muito explorada no meio audiovisual. Portanto, o que realmente diferencia a série é a combinação entre um roteiro sólido, com uma edição precisa e atuações promissoras. Com um humor inteligente, a série aborda o dia-a-dia da 99ª Delegacia de Polícia do Brooklyn e acerta na fotografia que simula um conteúdo dramático. Através de cores sóbrias, Brooklyn Nine-Nine estabelece um realismo incomum entre as séries de humor.

A atmosfera criada pela fotografia equilibrada permite o desenvolvimento de um enredo que mescla seriedade e irreverência. O timing cômico de Terry Crews desenvolve um coadjuvante preciso. Ao interpretar Terry Jefford, um sargento que atua como agente de campo e sofre com o medo de ser atingido por uma bala, Crews cria um dos melhores personagens de sua carreira. Logo nos primeiros episódios, Terry Jefford se transforma e, após um episódio de estresse, é forçado a abandonar o trabalho de campo. É a partir dessa mudança que o sargento musculoso fica interessante, responsável por elaborar a papelada, Jefford passa praticamente o tempo todo de terno e revela característica peculiares a cada episódio. O sargento representado por Crews é, por exemplo, um excelente artista. É através desses momentos que a série estabelece seu humor rápido e afiado.

brooklyn-nine-nine-ebony-falcon

Como protagonistas, Brooklyn Nine-Nine conta com Andy Samberg interpretando o imaturo e talentoso detetive Jake Peralta, e Melissa Fumero reponsável pelo papel de Amy Santiago, uma rival bajuladora e altamente competitiva de Peralta. Entretanto, não é apenas através de Andy Samberg e Melissa Fumero que a série se desenvolve. Joe Lo Truglio, como o esquisito detetive Charles Boyle, Chelsea Peretti como sarcástica funcionária administrativa Gina Linetti, Stephanie Beatriz como a temperamental e silenciosa Rose Diaz e Andre Baugher como o robótico capitão Holt,  formar a dinâmica do escritório aos mesmos moldes do seriado The Office.

BrooklynNineNine-795

Ao longo de 22 episódios, a primeira temporada de Brooklyn Nine-Nine constrói o enredo humorístico que lhe tornou a grande vencedora do Globo de Ouro em 2014 na categoria Comédia/ Musical. Através de episódios curtos, a série desenvolve um humor ágil que se sustenta facilmente. Cheia de ritmo, Brooklyn Nine-Nine não precisa mais que alguns minutos para captar o espectador do início ao fim.

Nota: 10

 

Brooklyn Nine-Nine
Estados Unidos, 2013, 22 episódios
Duração: 22 min
Criadores: Daniel J. Goor e Michael Schur
Elenco: Andy Samberg, Stephanie Beatriz, Terry Crews e Melissa Fumero.

 

Anúncios