Crítica | A Noiva Abominável

S Por Guilherme Murayama

“Sherlock: A Noiva Abominável” é ágil, engenhoso e penetrante. O novo episódio da série da BBC possui um conceito excelente, combinado com uma escrita bem executada e atuações irrepreensíveis. Benedict Cumberbatch, ao retornar para o seu papel durante a era Vitoriana, revela mais nuances do personagem impecável que o consagrou. Todas as qualidades estão presentes: as soluções gráficas para mostrar o pensamento do protagonista, os diálogos rápidos e provocativos, o humor britânico, e a harmonia exata entre Sherlock Holmes e John Watson.

sherlock-2016-hires cópia

Para o episódio que precede a quarta temporada, Mark Gattis e Steven Moffat criaram um argumento repleto de surpresas com final equilibrado. Boa parte das questões principais deixadas no decorrer da terceira temporada foram respondidas durante “A Noiva Abominável”. A sombra de Moriarty está presente em todo o episódio que se passa durante “A Era Vitoriana”. Através de soluções criativas, os criadores de Sherlock desenvolvem aos poucos a solução para o enigma. Não é simples. Todas as questões deixadas abertas parecem impossíveis de se solucionar. É exatamente ao colocar um novo mistério com dificuldade similar que entra a genialidade do episódio.

gothic-horror-for-sherlock-before-season-4-but-who-exactly-is-the-abominable-bride-sher-717854

Enquanto Sherlock Holmes e John Watson se encontram na Londes de 1890, pistas são destrinchadas e o plano geral começa a se resolver. Em meio ao caso insolucionável, dramas clássicos de Holmes como o problema com as drogas voltam a aparecer. O cenário, alimentado pela “Era Vitoriana”, ganha tons góticos, cheios de sombras e nuances. Ou seja, a ambientação para um crime misterioso está feita. É pela escrita somada com as já consagradas atuações de Benedict Cumberbatch e Martin Freeman que a série desenha novamente seu caminho. A Noiva Abominável é mais uma jornada de dois escritores competentes que se encontram com outros dois atores de alto nível em suas melhores performances. Mesmo depois de três temporadas, Sherlock continua em sua melhor fase.

Nota: 10

 

19316720151124093747

pnlPpBK cópia

601

 

Anúncios