Crítica | The Raid: Redemption (2011)

U Por Guilherme Murayama

Uma sensação bem provável durante a experiência de assistir à The Raid: Redemption, é a de arrependimento. Arrependimento porque este longa já merecia ter sido visto antes. “The Raid: Redemption” é um dos melhores filmes desta década e, como todos os outros que se encaixam nesta descrição, possui um alto nível de qualidade que lhe é inexorável.

A fotografia é impecável. Toda a movimentação frenética e ousada que os blockbusters norte-americanos tentam fazer estão ali, só que do jeito certo. A câmera vai com facilidade de um andar para o outro, do chão para o teto e do rápido para o contemplativo. A única qualidade que é particular, durante todo o filme, é a intensidade. “The Raid: Redemption” não para. O mais perto disto é o espanhol REC (2007), mas não tem nada a ver com REC. Alguns querem, outros fazem. Assim como os de REC, os responsáveis por este longa são, sem dúvida nenhuma, do tipo que fazem.the-raid-redemption-1

the-raid-redemption-2 Se existe um ponto fraco nos filmes de ação independentes é a trilha sonora. A chance de errar é alta. “The Raid” não erra em sua música e isso é tudo o que precisa ser dito. Da mesma forma, poderia se esperar um roteiro óbvio. A construção de clima e reviravoltas, no entanto, deixa o espectador atônito. Não seria uma tarefa fácil apontar erros dentro do longa e, ainda assim, este seria um esforço dispensável.

Ong Bak. Yip Man. O Mestre das Armas. Nenhum destes longas é parecido. Entretanto, “The Raid” pode facilmente se situar entre eles, como uma das obras-primas do cinema de artes-marciais das últimas décadas. Direção, coreografia, atuação. Todos os aspectos fluem bem. O resultado final é como uma música. No entanto, é muito mais agressivo. É a história de um prédio sendo invadido por uma força policial. E, também, é a história desta mesma força policial lutando para tentar sobreviver. Não precisa ser dito muito, é melhor assistir. Não espere ainda mais.

Nota: 9

the-raid-redemption-3

Operação Invasão
The Raid: Redemption, 2011, Indonésia, 101min
Direção e roteiro: Gareth Evans
Elenco: Iko Uwais, Ananda George, Ray Sahetapy
Fotografia: Matt Flannery

Anúncios