Crítica | Anjos da Lei 2 (2014)

É Por Guilherme Murayama

É incrível a capacidade que Jonah Hill tem de se envolver com projetos inusitados e bem sucedidos. Quando Anjos da Lei estreou em 2012 dificilmente se esperava que o filme fosse tão bem. Mas, muito mais improvável era que sua continuação lançada apenas dois anos depois mantivesse o mesmo padrão de qualidade.

A história em si é muito parecida com a primeira. O roteiro volta a ser assinado por Hill e Michael Bacall, que escreveram o longa inicial. A direção está novamente por conta de Phil Lord e Christopher Miller, que também assinam em conjunto os ótimos “Tá Chovendo Hambúrguer?” e “Uma Aventura LEGO”. Sendo exatamente a mesma trama, dificilmente se conseguiria manter a originalidade e esquisitice que conquistou o público. A estratégia óbvia, mas por muitas vezes esquecida em outros projetos, é justamente brincar com essas falhas através da metalinguagem. Assim, os elementos que fizeram sucesso se repetem de maneira consciente e até mesmo o lucro dos produtores é projetado no enredo através do aumento de orçamento no departamento policial. Não tem como não abrir um sorriso ao perceber que a injeção de dinheiro é totalmente desnecessária e o caríssimo escritório novo é totalmente incoerente com o estado atual da economia norte-americana. Ice Cube volta melhor do que nunca e o filme se sustenta, pelo menos até a metade, sem decepcionar os fãs do primeiro filme.

Channing Tatum é hoje uma estrela em ascensão. Tendo seu nome envolvido com produções importantes como The Hateful Eight (Quentin Tarantino, 2015) e carregando apenas com seu nome filmes de orçamento considerável como Gambit, o ator vive hoje o melhor momento de sua carreira. Novamente, Anjos da Lei acerta em brincar com isso: seu personagem Jenko se parece cada vez mais com um super-herói e parece sempre inatingível. Repetindo tantas qualidades, a parte ruim é que o roteiro se perde na segunda metade do longa e deixa de envolver boa parte de seus espectadores. É no final, onde o primeiro filme mais acertou, que essa continuação comete seus maiores erros.

Certamente recomendado para os que já gostaram da primeira produção, Anjos da Lei 2 mantém um nível parecido com o longa anterior e não decepciona os fãs. Uma terceira parte já está a caminho e a série parece ter uma fórmula razoável de sucesso. Ainda assim é difícil deixar de perceber que o conceito tem suas falhas e que pode se desgastar ao longo do tempo. Até aqui, no entanto, nada ficou muito diferente e, para um filme que busca apenas risadas, isso não deve ser nenhum pouco ruim.

Nota: 6

Anjos da lei 2 (2014)
22 Jump Street, EUA, 112 min
Direção: Phil Lord, Christopher Miller
Roteiro: Michael Bacall, Oren Uziel e Rodney Rothman
Elenco: Jonah Hill, Channing Tatum, Ice Cube, Peter Stormare, Wyatt Russell, Amber Stevens
Fotografia: Barry Peterson
Edição: Keith Brachmann, David Rennie

Lançamento EUA: 13/06/2014
Lançamento Brasil: 04/09/2014

Anúncios